O CAPITALISMO COMO ÓBICE PARA A JUSTIÇA AMBIENTAL

Autores

  • Rossetto Faculdade de Direito da Cachoeiro de Itapemirim - FDCI

Resumo

O presente artigo é um estudo dos efeitos do Capitalismo para o exercício da Justiça
Ambiental, com enfoque nas externalidades negativas. Para tanto, foi utilizado o método de
estudo explicativo, com pesquisa qualitativa, baseada no exame documental, doutrina,
legislação e internet. O tema tem por objetivo avaliar como o Capitalismo pode ser prejudicial
quando mal estruturado, inclusive de forma proposital, para o benefício de poucos em
detrimento da maioria, levando em consideração ainda a atuação do Estado diante dessa
problemática. Confrontado os métodos acima delineados, urge ressaltar que as externalidades
negativas do capitalismo é uma prática perfeitamente organizada e aceita, devido a sua
doutrinação de acúmulo de capital a todo custo, desestimulando a justiça e igualdade e
fomentando as divisões sociais.

Biografia do Autor

  • Rossetto, Faculdade de Direito da Cachoeiro de Itapemirim - FDCI

    Graduando em Direito pela Faculdade de Direito de Cachoeiro de Itapemirim/ES

Downloads

Publicado

2023-03-10