A IMPORTÂNCIA DA FORMAÇÃO CONTINUADA DO DOCENTE PARA UMA EDUCAÇÃO JURÍDICA TECNOLÓGICA.

Autores

  • Sirval Martins dos Santos Júnior Faculdade de Direito da Cachoeiro de Itapemirim - FDCI
  • Karina Ambrozio Mageske Faculdade de Direito da Cachoeiro de Itapemirim - FDCI

Resumo

A presente pesquisa buscou analisar como a formação continuada dos
professores pode ser considerada enquanto uma ferramenta para a implementação do
letramento digital e das novas tecnologias na educação jurídica. Esta vertente será uma
forma de materializar, de forma prática, a Resolução nº 02/2021 que alterou o artigo
5º da Resolução nº 05/2018, que versa sobre as Diretrizes Nacionais Curriculares,
passando a constar no rol de conteúdos e atividades de perspectivas formativas, dentre
outras, o uso das novas tecnologias no campo educacional por intermédio do
letramento digital. Para tanto, o método utilizado foi o dedutivo, uma vez que se partiu
de premissas universais para premissas particulares para se chegar a uma conclusão,
assim como uma pesquisa bibliográfica na doutrina acerca da temática. Restou
evidenciado, dessa forma, que a formação continuada dos professores é um dos
principais caminhos para que a cultura digital seja cada vez mais presente na vida
acadêmica, assim como na transformação do professor “transmissor” para o professor
“mediador”, mas que as instituições de ensino têm uma responsabilidade crucial para
viabilizar esse cenário disruptivo.

Biografia do Autor

  • Sirval Martins dos Santos Júnior, Faculdade de Direito da Cachoeiro de Itapemirim - FDCI

    Mestre em Direitos e Garantias Fundamentais na Faculdade de Direito de Vitória (FDV), sendo bolsista
    institucional do Programa de Pós-Graduação. Pós-Graduado em Direito Constitucional pela Faculdade de
    Venda Nova do Imigrante (FAVENI). Graduado em Direito pela FDV, sendo bolsista do Programa
    Universidade para Todos (ProUni), com semestre cursado na Faculdade de Direito da Universidade Nova
    de Lisboa (FDUNL) em Portugal. Professor Universitário da Faculdade de Direito de Cachoeiro de
    Itapemirim (FDCI). Assessor da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Espírito Santo (SEDH),
    exercendo o cargo de Coordenador de Aquisições do Projeto Estado Presente: Segurança Cidadã,
    financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Advogado inscrito nos quadros da
    OAB/ES. Membro da Comissão de Direitos Sociais e de Direitos Humanos da OAB/ES.

  • Karina Ambrozio Mageske, Faculdade de Direito da Cachoeiro de Itapemirim - FDCI

    Graduanda em Direito pela Faculdade de Direito de Cachoeiro de Itapemirim (FDCI). Presidente do
    Centro Acadêmico “Abel Santana” da FDCI. Pesquisadora nas Iniciações Científica “Jurimetria: estatística
    aplicada ao Direito” e “Estado, Governo e Políticas Públicas"

Downloads

Publicado

2023-09-21